CDT EVOLUTION - CarboxiterapiaPor carboxiterapia entende-se o uso de anidrido carbónico (CO2) com objetivos curativos. É administrado através de um aparelho especial reconhecido pelo Ministério da Saúde de Itália como o único capaz de garantir uma libertação controlada, estéril e personalizada.

Na prática, uma bomba de CO2 é ligada a um computador que regula a dosagem, o volume injetável e a velocidade do fluxo. O aparelho é, por sua vez, ligado a um tubo que termina com uma minúscula agulha, que administra CO2 mediante micro injeções localizadas.

A celulite e a irregularidade dos panículos adiposos que a caracterizam são provocadas pelas alterações da microcirculação – a rede de pequenos vasos arteriais, venosos e linfáticos que atravessam o tecido conetivo. Se o microcírculo funciona mal (os capilares tendem lentamente a fechar-se e o sangue não percorre mais como antes), os tecidos alteram-se e causam um acúmulo de “resíduos” sob a forma de edema e casca de laranja.

O anidrido carbónico inverte este processo.

Injetado localmente, o CO2 desenvolve uma ação vasodilatadora, que permite ao sangue percorrer novamente nos capilares que lentamente se foram fechando. Por outro lado, aumenta a drenagem venosa e linfática e rompe as células adiposas em excesso.

O sangue circula com mais velocidade, os tecidos são mais oxigenados, os “resíduos” são eliminados e o edema desaparece.

O anidrido carbónico é ótimo também contra a pele casca de laranja (“ondulações” nas pernas). Além de favorecer um aumento de oxigénio nos tecidos, logo, uma maior irrigação cutânea, a administração de CO2 no organismo estimula os fibroblastos, obtendo um efeito anti-aging.

A carboxiterapia permite também corrigir cicatrizes e estrias “antigas”, reduzindo a sua dimensão. Isto porque são os próprios fibroblastos a produzir as fibras elásticas e o colagéneo que dão à pele elasticidade e firmeza.

O CDT Evolution é o único aparelho médico certificado na Comunidade Europeia: CE 0051 classe II b.